Blog

O que fazer em Bonito com crianças
O que fazer em Bonito com crianças

Quando falamos em Bonito, já pensamos nos passeios de mergulho em águas cristalinas e muito ecoturismo. Mas também pode vir a pergunta: e as crianças?  Foi pensando nas nossas fofuras que preparamos esse post especial de O que fazer em Bonito com crianças.



Calma que Bonito tem atividades para famílias inteiras e a gente traz algumas opções aqui para te ajudar a montar sua programação:

Balneários

Os Balneários de Bonito podem ser uma ótima pedida para quem está com crianças! Além do banho de rio (que pode ser uma boa iniciação para se adaptar com peixes, por exemplo), os balneários contam com outras estruturas, como restaurante, lanchonete, sanitários, salões de jogos, piscina infantil de água corrente, parque infantil, churrasqueira coberta, trampolim, tirolesa e até um jogos de xadrez gigantes.


Divulgação

Conheça os Balneários um a um aqui no nosso site: 

- Balneário Estrela do Formoso

- Balneário do Sol
- Balneário Municipal

- Balneário Praia da Figueira

- Balneário Porto da Ilha

- Balneário da Nascente Azul

- Balneário Refúgio da Barra

2. Flutuação

Flutuação é uma das atividades mais buscadas em Bonito. É possível praticar essa atividade com crianças, mas é preciso verificar as indicações de idade em cada atrativo. A flutuação no Rio Sucuri tem 1.800 metros e é permitido para crianças a partir de 4 anos; na Barra do Sucuri (1.300 metros de flutuação) e no Aquário Natural (800 metros), a idade mínima é de 6 anos.

Vale ressaltar que todos os passeios de flutuação são feitos com equipamento de segurança, colete salva-vidas e acompanhados por barcos de apoio, além do guia que acompanha o grupo na água. Se a criança não quiser ou puder fazer a flutuação, pode ir no barco, acompanhado por um responsável.

3. Aquário de Bonito

Localizado no centro da cidade, o Aquário de Bonito tem uma exposição de mais de 60 espécies de peixes encontradas na Serra da Bodoquena e Pantanal. São 32 tanques, totalizando mais de 150 mil litros de água! Dentre as espécies que podemos ver por lá, estão algumas raras: albinos, arraias de água doce, jaús, pintados, dourados, pacus, peixes-cobras, peixes-cachorros, albinos e até piranhas! Aliás, tem alguns peixes lá de tamanho bem impressionante, como tem jaú lá de mais de 30kg e mais de 1,20m de comprimento!


No tanque das arraias, podemos até interagir com elas (desde que o guia esteja junto para supervisionar!), dando alimento ou até tocá-las. E, dependendo do horário, dá até para assistir a LOUKURA que é alimentar as piranhas! 


A visita guiada dura, em média, 30 minutos, mas é possível ficar mais tempo. Durante esse período, o guia tira as dúvidas e traz informações sobre as espécies e da região. 

4. Gruta de São Mateus

Se não for criança de colo, a Gruta de São Mateus é uma ótima opção para despertar o lado aventureiro dos pequenos. O passeio começa com um pouco de história sobre Bonito e, em seguida, uma trilha suspensa leva até a entrada da gruta. Dentro dela, veremos diversas estalactites e estalagmites com cores diferenciadas. O local conta com duas escadas com corrimão e iluminação artificial em alguns pontos (mas também recebemos lanternas junto com os demais equipamentos de segurança).


Além da gruta, a propriedade conta com o pequeno Museu Cultural Kadiwéu, onde podemos ver alguns itens da cultura indígena, peças históricas e uma grande mostra de taxidermia.

 

5. Buraco das Araras

O Buraco das Araras é a maior dolina (grandes depressões que surgem no solo pela erosão nas rochas) da América do Sul! São mais de cem metros de profundidade e 500 metros de circunferência. E esse espaço foi adotado por diversas espécies de aves como habitat natural. A criançada vai amar ver os bichos!


O passeio começa com uma leve caminhada de 900 metros dentro de uma reserva, onde, se tivermos sorte, podemos encontrar alguns animais, como macacos e cotias. Nesse percurso, fazemos paradas para contemplação. Em um dos mirantes, podemos ver o tamanho do Buraco e vemos como é realmente imenso e LOUKO!

 

6. Fazendas e Cachoeiras

Outra opção para levar a criançada são nos passeios que misturam o ecoturismo ao rural, como a Estância Mimosa, onde podemos fazer o passeio de trilha e banho de cachoeiras, mas a Estância também oferece passeios a cavalo e observação de pássaros.


A Fazenda Água Viva é outra opção. O passeio de trilha e cachoeiras é dividido em duas partes (manhã e tarde) e inclui almoço. As caminhadas são leves e as cachoeiras são tranquilas. 

A Boca da Onça EcoturAdveture é outro lugar de encher os olhos e nunca mais esquecer. Essa trilha do complexo pode ser feito por toda a família, com quatro quilômetros, oito cachoeiras e quatro paradas de banho. Se preferir, há a opção de meias trilhas, com caminhos mais curtos, de até 2,2 quilômetros.

 

7. Bio Park

O Bio Park é um refúgio para espécies nativas da região, como o lobo-guará, onças pardas, macacos, tamanduá-bandeira, diferentes aves e outros animais conhecidos da fauna brasileira. Os animais do parque não podem ser devolvidos à natureza, por questões físicas ou comportamentais. 

O atrativo conta com uma trilha leve de aproximadamente 700 metros e, nesse caminho, é possível conhecer e se informar mais sobre as espécies abrigadas no parque, numa imersão de conscientização e educação ambiental.

O complexo também conta com uma fazenda de mini-animais, onde as crianças podem interagir com mini-cavalos, mini-vacas, mini-porcos, mini-coelhos, entre outros animais domésticos.

E ai o que achou? Quando vamos conhecer esse paraíso na terra?

Veja também:

7 razões para planejar uma viagem para Gramado
Roteiro de 04 dias em Foz do Iguaçu